Turnover: tudo que você precisa saber sobre rotatividade

Turnover: tudo que você precisa saber sobre rotatividade

rotatividade de funcionários, também conhecida como turnover, nas empresas é um fator que tem chamado a atenção dos empresários, setores de recursos humanos e recrutadores.

A frequência com que colaboradores entram e saem de uma organização tem se tornado cada vez mais alta, gerando custos de demissões, contratações e treinamentos.

Neste cenário, vale a pena se perguntar quais são os fatores que contribuem para essa alta rotatividade na sua empresa e como a situação pode ser contornada.

Com esse guia em mãos, é possível entender melhor sobre o assunto, conhecer os impactos causados pela rotatividade no trabalho e como as organizações podem motivar equipes e reter talentos.

O que é a rotatividade de funcionários (turnover)?

A rotatividade de pessoal (turnover) está relacionada com o desligamento de funcionários e a admissão de outros para substituí-los.

É preciso ter em mente que a rotatividade não é a causa, mas sim uma consequência de alguns fenômenos (internos e externos) que condicionam o comportamento dos colaboradores.

Quais são os impactos causados pela rotatividade de pessoal?

Seja qual for o motivo da saída do funcionário, espontânea ou decidida pela empresa, o impacto deste desligamento interfere, e muito, no dia a dia do negócio.

Além dos custos operacionais relacionados com uma nova contratação, treinamentos, equipamentos e rescisões, deve-se levar em consideração os custos emocionais e relacionais que uma demissão traz. O impacto é sentido por toda a organização e pode interferir diretamente no desempenho da equipe.

Fatores como perda de prazos de entregas, desorganização, desatenção nos processos, falta de entrosamento com os gestores e desmotivação podem ser observados constantemente quando o desligamento do funcionário é feito de forma inesperada ou sem transparência por parte da empresa.

Por esse motivo, uma demissão deve ser um processo delicado, onde haja entendimento do colaborador, da empresa e da equipe de que esse é o melhor caminho para todos.

Quais são as principais causas da rotatividade (turnover)?

1. Remuneração e benefícios pouco atrativos

O principal motivo pelo qual as pessoas buscam um emprego é o fato de precisarem pagar contas básicas e também manter o estilo de vida que gostariam, e quanto maior for a remuneração e benefícios oferecidos, mais chances a empresa terá de reter seu funcionário. Vale alimentação, vale transporte, planos de saúde e auxílio-creche, entre outros, são muito valorizados.

2. Condições de trabalho impróprias

Desde instalações físicas até mesmo a pressão psicológica, tudo interfere no desempenho do funcionário. Ninguém quer trabalhar em um ambiente hostil, sem o mínimo de segurança e apoio da empresa, certo?

Sua equipe trabalha sem os equipamentos de segurança obrigatórios? Fazem horas extras em excesso que vão para o banco de horas “imaginário” da empresa? Cuidado! Além de ficarem extremamente desmotivados, os problemas podem ser ainda maiores no futuro!

3. Liderança que não lidera

Não adianta o líder da equipe ser PHD na área, ser formado em Harvard ou ter todo o conhecimento do mundo se não souber lidar com pessoas! Para liderar é preciso motivar, andar junto com a equipe e saber a hora de delegar ou “colocar a mão na massa”, se for preciso.

Gerentes e coordenadores muito agressivos e que tratam mal os colaboradores, acabam contribuindo para que muitos deles peçam demissão.

4. Falta de um plano de carreira

O que as pessoas mais querem é a valorização pessoal dentro da empresa. E uma das formas de alcançar esse reconhecimento é através do plano de carreira, que nada mais é do que um conjunto de metas (bem definidas) que irão servir de guia para o crescimento profissional.

Ter uma perspectiva de melhoria motiva e permite que o funcionário contribua cada vez mais com o seu setor.

5. Rotina em excesso e falta de treinamentos

A rotina em excesso e a falta de treinamento pode impactar nos resultados e desempenho do funcionário, e desta forma, contribuir para que ele se torne desmotivado. Se o seu colaborador não for capaz de se desenvolver dentro da empresa, possivelmente ele irá buscar por novas oportunidades de trabalho.

Treinamentos, workshops e convenções internas são ótimos para ajudar os colaboradores a desenvolverem suas capacidades. Esse tipo de atividade ajuda a sair da rotina, contribui com a formação deles e ainda cria um senso de pertencimento essencial na hora de combater a rotatividade nas empresas.

Como controlar a taxa de rotatividade da empresa (turnover)?

Antes de mais nada, converse com o funcionário e busque entender os motivos que o levaram a pedir desligamento. Foi simplesmente uma escolha pessoal ou os aspectos citados acima contribuíram para essa decisão?

Os motivos também podem ser fatores internos, tais como:

  • política salarial, benefícios,
  • problemas de relacionamento com outros colegas,
  • as condições físicas de trabalho e grau de flexibilidade da organização,
  • entre outros.

Nesse caso, o setor de RH pode e deve criar estratégias para implementar melhorias, que irão refletir diretamente no sentimento de pertencimento do funcionário, que é tão importante para a retenção de talentos.

O sucesso de uma empresa depende de pessoas

As pessoas são um dos principais ativos de uma empresa, pois são as responsáveis, em grande parte, pelo sucesso do negócio.

São elas que estão em contato direto com os clientes e, por isso, cuidar e reter talentos é tão importante quanto nos preocuparmos com a gestão de estoque, desenvolvimento de produto, campanhas ou precificação.

Se acontecem muitas demissões em período de experiência, por exemplo, pode ser que exista uma falha no processo de recrutamento. Da mesma forma, muitos pedidos de demissões em um curto período de tempo nos faz refletir se a empresa  está preparando adequadamente os seus funcionários para que eles se desenvolvam profissionalmente.

A alta taxa de rotatividade (turnover) nos traz informações sobre como uma organização tem acolhido, lidado e gerido pessoas.

É claro que nem sempre a rotatividade é negativa, uma vez que ela proporciona uma oxigenação do quadro de colaboradores trazendo para a empresa novas ideias e frescor para a equipe. Tudo na vida precisa de equilíbrio e com as empresas não é diferente.

O sucesso de uma empresa depende de pessoas e por isso não deixe de investir em seus funcionários. Como você tem cuidado da sua equipe?

Saiba como a Priorize pode te ajudar a reduzir o turnover da sua empresa! Entre em contato conosco hoje mesmo!

Conheça as soluções da Priorize Gestão!

Categorias

RH

Materiais

Planner 2020

Planner 2020

Para auxiliar na definição e acompanhamento das suas metas a cada dia, semana e mês, preparamos um Planner onde você encontra também as principais datas festivas e do varejo.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Posts relacionados

Fale conosco!
Fale conosco!