Hábitos de consumo da mulher brasileira no varejo

Hábitos de consumo da mulher brasileira no varejo

A sociedade está mudando constantemente e essas alterações de hábitos e costumes influenciam diretamente os negócios, especialmente o varejo. Por esse motivo, se torna fundamental estudar os seus clientes e compreender seus padrões de consumo. Antes ser uma grande empresa era uma vantagem competitiva, atualmente a qualidade dos produtos e serviços, a atenção dada ao consumidor e a rapidez em que as soluções são oferecidas são os grandes diferenciais.

Mas isso não basta, é preciso ir a fundo para analisar quais são as melhores estratégias para o seu negócio, e para te ajudar nisso, vamos falar a seguir sobre os hábitos de consumo da mulher brasileira, pois segundo uma pesquisa da Boston Consulting Group, o seu “grau de riqueza” subiu 25% nos últimos 5 anos. Como consequência, o público feminino é responsável por 96% das compras realizadas.

De que forma as mudanças na sociedade influenciam os hábitos de consumo da mulher brasileira?

Percebemos diariamente mudanças econômicas, políticas, tecnológicas e sociais, sendo que a maioria delas interferem diretamente na vida e no comportamento das pessoas. Mas será que isso realmente faz com que os hábitos de consumo da mulher brasileira seja afetado? O espaço delas vem sendo ressignificado há muito tempo. Se antes, as mulheres eram responsáveis apenas pela organização da casa e educação dos filhos, hoje elas são maioria nas salas de aula e no mercado de trabalho, conquistando cada vez mais o seu espaço.

O fato de trabalhar e ter o seu próprio sustento é decisivo nas compras. Mas, apesar disso, elas ainda enfrentam muitos preconceitos como o fato de receberem menos que os homens, mesmo tendo uma formação igual ou melhor na maioria dos casos. Sem falar que a grande maioria ainda cuida da casa sozinha, fazendo com que a sobrecarga de tarefas afete suas decisões.

O que leva uma mulher a consumir?

Se você deseja compreender o consumo da mulher brasileira, precisa saber o que é importante para elas. E o que vem se mostrando como mais decisivo no momento da compra é o custo-benefício. Elas procuram por produtos de qualidade, com ofertas que chamam a atenção. Além disso, também valorizam mais a experiência do que os homens. Por esse motivo, levam em consideração outros diferenciais, como: bom atendimento, ambiente agradável e limpo e entrega à domicílio.

Como são os hábitos de consumo da mulher brasileira de acordo com a geração?

De maneira geral procuram se alimentar de forma mais saudável, vão ao médico com maior frequência, gostam de cuidar da família, porém sem deixar de pensar em si, no seu desenvolvimento profissional, buscando sua felicidade e acreditam que as propagandas induzem comprar mais do que é realmente necessário.

Com relação ao que é comprado, vale ressaltar que 20% dos seus gastos são para o lar e que elas têm uma tendência alta a adquirir cosméticos pela internet.

O que percebemos de diferente com relação às idades é que as mulheres da Geração Z (de 15 a 20 anos), Geração Y (de 21 a 34 anos) e boa parte da Geração X (de 35 a 49 anos ) são mais dispostas a experimentar marcas novas. Enquanto isso, as Baby Boomers (a partir de 49 anos) valorizam muito indicações de conhecidos e a autonomia na hora de decidir o que comprar.

O que esperar daqui para frente?

Para se manter à frente no mercado, é preciso entender o consumidor, antecipando o futuro. Por isso, precisamos citar algumas tendências dos próximos anos que certamente irão interferir nos hábitos de consumo da mulher brasileira. O primeiro deles é o movimento de equidade de gênero. Criou-se uma preocupação geral com a segurança da mulher e temas relacionados ao respeito e tratamento de mulheres e homens como igual. Por isso, é importante repensar a comunicação da sua empresa, principalmente no que diz respeito à expressão do afeto.

Elas também se interessam por causas sociais, portanto é fundamental que seu negócio seja sustentável, se preocupe com o meio ambiente, não use trabalho escravo e /ou infantil e nem realize testes em animais. Esse último vale especialmente para cosméticos e produtos de limpeza, que estão em evidência nesse quesito. A busca por uma vida mais saudável também está em alta, por esse motivo a procura por alimentos e produtos orgânicos deve aumentar.

Outro ponto que deve ser citado é que as pessoas estão vivendo mais, então inserir a longevidade na sua empresa pode ser um diferencial. Inclusive, já é possível ver grandes marcas abordando esta questão. E por fim um outro fato que já está influenciando o consumo há um bom tempo e que tem a tendência de afetar ainda mais: a hiperpersonalização. Cada vez mais, as mulheres buscam sua individualidade. O resultado disso é a procura por produtos personalizados, já que querem se sentir únicas e especiais.

Quer levar o seu negócio e a estratégia do seu RH para outro patamar? Conte com a Priorize Gestão!

Conheça as soluções da Priorize Gestão!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

Posts relacionados

Fale conosco!
Fale conosco!